FOCA BRASIL - Fundação Organizacional de Comunidades Autônomas

divisor

Conscientização para a Educação no Trânsito


"A educação é o instrumento capaz de formar cidadãos mais conscientes e preparados para enfrentar a vida e o trânsito."


O que mais nos assusta são as estatísticas sobre o trânsito brasileiro.


O portal www.estradas.com.br, traz revelações surpreendentes. Ocorrem pelo menos 723 acidentes por dia nas rodovias pavimentadas brasileiras. Média de 30 por hora ou 1 a cada dois minutos.


65 pessoas morrem por dia em virtude de acidente nas estradas.


A maior parte das mortes no trânsito ocorre nas rodovias e não nas vias urbanas.


Embora, em número menor, os acidentes nas estradas são muito violentos, provocando mais mortes e ferimentos graves.


Veja algumas estimativas e informações do estudo:


- 42.000 pessoas morrem por ano vítimas de acidente de trânsito no Brasil
- 24.000 pessoas morrem em razão de acidentes nas estradas
- 13.000 morrem no local do acidente e 11.000 são feridos graves que morrem posteriormente


Os números são assustadores, principalmente quando comparamos as mortes nas guerras travadas do outro lado do mundo. Por incrível que pareça o transito brasileiro mata muito mais. No Brasil, o trânsito faz o mesmo número de vítimas todos os meses, índice de fatalidade quatro vezes maior ao de países desenvolvidos.


Principais Causas de Acidentes:


Dirigir sob efeito de álcool e substâncias entorpecentes,
Trafegar em velocidade inadequada,
Inexperiência e falta de conhecimento,
Falta de atenção e falha de observação.


No Rio de Janeiro 41% dos acidentes são causados por excesso de velocidade. É o Estado onde essas infrações são mais frequentes, seguidos de São Paulo (28%) e Brasília (21%).


64% dos acidentes são causados por falhas humanas.


30% tem origem em problemas mecânicos.


Apenas 6% são consequência de má conservação de via.


Álcool e direção não combinam.


Metade das mortes no trânsito envolve motoristas embriagados. Mesmo em pequenas doses, o álcool prejudica a percepção de velocidade e distância, pode causar dupla visão e incapacidade de coordenação. A pessoa alcoolizada tende também a não fixar os olhos em movimento e não consegue observar tudo o que acontece no trânsito.


Algumas drogas podem fazer o condutor dormir de olhos abertos.


Diante desse quadro não resta outro caminho senão buscarmos alternativas para conscientizar os motoristas a rever seus conceitos e atitudes ao dirigir.

© 2013 FOCABRASIL - Todos os direitos reservados | Política de Privacidade | Termos de uso