FOCA BRASIL - Fundação Organizacional de Comunidades Autônomas

divisor

OPINE!


18/09/13 - Maria N. Rocha
Voto distrital é muito complicado não daria para ser o voto simples em que o candidato é dono do seu voto e não para junção do partido.
Acabar com fidelidade partidária, fundo partidário, voto obrigatório. Segundo turno, acabar com reeleição, com aposentadoria de 8 anos aos parlamentares, acabar com verba indenizatório das outras despesas, só o salário de 5.000,00 para vereador, 10 para deputado estadual e 15 para federal e mais nada.


19/09/2013 - Jorge Furtado
Caro Paulo, sua opinião foi postada em: http://www.focabrasil.com.br/politica-opinioes.html
Acredito que estamos em um nível acima de 90% de concordância.,br /> O Brasil deu uma pane geral e precisa ser formatado, começando pelo Legislativo (o mais podre), Judiciário e Executivo.


13/09/2013 - Paulo Alvarenga
A minha sugestão teve uma conotação mais ampla. Sei que é difícil de imaginar o mundo ocidental livre esse modelo político com que os gregos nos brindaram. Contudo, há reais possibilidades de se mudar tanto o Brasil como outros países.
Sua proposta é razoável, mas imagine, por exemplo, um modelo em que os deputados e senadores sejam recrutados para servir à nação, um dever cívico inarredável, sem remuneração, vedada toda à possibilidade de ocupar cargo no executivo, somente algumas seções seriam presenciais, eles trabalhariam de casa, os custos seriam bancados pelo Estado, mas, repito, sem remuneração, jamais seriam reconduzidos, apenas uma convocação. ESTIRPAR DE VEZ ESSA PRAGA MUNDIAL QUE É O POLÍTICO PROFISSIONAL!!!
Vale lembrar o adolescente que é convocado para servir ao exército.
Um cidadão mais experiente - que detivesse, claro, pré-requisitos como reputação ilibada e uma comportamento social compatível com a missão - tem o dever cívico de servir ao País.
Oportuno registrar que a democracia não se assenta no voto direto para presidente, pois, se o fosse, os Estados Unidos seriam uma ditadura.
Em um país democrático o maior poder é o judiciário, forte, aquele que tem poder de julgar reis e plebeus sem distinção.
Um judiciário forte precisa começar do concurso para juiz. Quando abrisse vaga para desembargador, todos os juízes titulares do pais estariam aptos a fazer o concurso para a vaga, isso mesmo, desembargadores concursados. Quando abrisse vaga para ministro de tribunal superior, todos os desembargadores estariam aptos a fazer o concurso para a vaga. ISSO É UM JUDICIÁRIO FORTE, POIS TERIA INDEPENDÊNCIA DE POLÍTICOS E POLÍTICAS.

Sobre um golpe militar, não tenho objetivamente nada contra a atuação dos militares nos idos da ditadura, apenas lamento que eles não tenham ao menos deixado para o país, ao qual diziam servir, uma constituição digna, não essa aberração que aí está, elaboras por bandidos, vagabundos e corruptos que foram financiados pela CIA estadunidense, fato que ficou comprovado no escândalo IRAN CONTRAS, no depoimento do general Oliver North. Quando inquirido pelo congresso estadunidense sobre para onde foi o dinheiro da venda das armas, respondeu:
"Para ajudar o Brasil a fazer uma boa constituição."
EU TE PERGUNTO: BOA PARA QUEM?!
Manter esse desenho de poder que aí está, apenas com pequenas alterações, é o mesmo que salgar carne podre.
Um abraço e boa sorte com sua proposta.


12/09/2013 - Jorge Furtado
Caro Paulo, sua opinião foi postada em: http://www.focabrasil.com.br/politica-opinioes.html
Acredito que uma mudança geral a esse modelo que está aí só tem duas possibilidades:
1. Um golpe militar; ou
2. Milhões de pessoas na rua entregando ao governo uma proposta de iniciativa popular que seja melhor para a maioria dos brasileiros.
Golpe Militar não estou enxergando nenhum sinal, e se existir o modelo não vai ser diferente do que já foi, talvez sem torturas.
Mobilizações de MILHÕES de pessoas pouco provável, o que aconteceu recentemente acho que chegou no nível próximo do máximo da capacidade de mobilização.
Para mudarmos (sentimento que está se espalhando em centenas de pessoas) é preciso nos organizarmos com um interesse único e apartidário e diante das nossas forças fazermos o que for possível por etapas.
Imagine nossa proposta de uma reforma politica aprovando:
1. SISTEMA ELEITORAL – VOTO DISTRITAL
2. DURAÇÃO MANDATO DE 05 ANOS COM O FIM DA REELEIÇÃO
3. ALTERNÂNCIA DE PODER
4. NÚMERO DE SENADORES - 02 POR ESTADO
5. NÚMERO DE DEPUTADOS / VEREADORES - QUASE A METADE DO QUE ESTÁ AÍ
6. SUPLÊNCIA DE SENADORES NO VOTO E NÃO INDICADO
7. CALENDÁRIO ELEITORAL - SÓ UMA ELEIÇÃO A CADA 5 ANOS
8. CANDIDATURAS LIVRES DA OBRIGAÇÃO DE VÍNCULO A UM PARTIDO POLÍTICO
9. REGIME DE COLIGAÇÕES SÓ PARA APOIO
10. FINANCIAMENTO CAMPANHA - EXCLUSÃO TOTAL DE EMPRESAS
11. PROPAGANDA POLÍTICA MELHOR DISTRIBUIDA
12. OBRIGATORIEDADE DO VOTO (VOTO NÃO OBRIGATÓRIO)
13. PARTIDOS POLÍTICOS - MÁXIMO DE 30
14. FIM VOTO SECRETO NO CONGRESSO NACIONAL
15. REMUNERAÇÃO DOS POLÍTICOS (RESPEITANDO O TETO MÁXIMO)
16. VERBAS DE GABINETE - SUFICIENTES PARA TOCAR AS QUESTÕES PARLAMENTARES
17. FIM DA IMUNIDADE PARLAMENTAR - TRATAMENTO IGUALITÁRIO
18. APOSENTADORIA PARLAMENTAR - IGUAL A DE QUALQUER SERVIDOR PUBLICO
19. PLANOS DE SAÚDE - IGUAL A DE QUALQUER SERVIDOR PUBLICO
20. REVOGAÇÃO POPULAR DE MANDATOS
Não tenho dúvidas, teríamos um novo Congresso cem vezes melhor do que esse que está aí.
Com um Congresso renovado nós teríamos oportunidade de ir para uma segunda etapa, assim como os gregos, apresentar uma proposta que chegue próximo ao ideal dos anseios da nação brasileira.
Por isso que acredito, que não estamos salgando carne podre, mas sim buscando um caminho por etapas.
Por último sou defensor de qualquer modelo politico que tenha como base a LIBERDADE, pois todo homem deve ser livre para fazer suas próprias escolhas, Governo é apenas administrador das nossas necessidades e não nos fazermos de reféns dos seus interesses.
Serve para reflexão: "É impossível a utilização do Estado para alcançar o socialismo, pois como já dizia Marx, todo Estado é um aparelho de dominação de classe, independentemente do nome que lhe é dado: burguês, liberal, socialista, operário ou coisas deste tipo." Engels F.
Pela sua participação, acredito que esteja no grupo dos intelectuais, de forma que nosso site está à sua disposição. Quando tiveres um artigo sobre os temas que defendemos (15) nos mande ou que seja de sua autoria também.


05/09/13 - Paulo Alvarenga
Emanuela,
Sua iniciativa é louvável, mas, com a devida vênia, gostaria de consignar que vc está apenas propondo um nova roupagem para a mesma coisa. No dizer popular: salgar carne podre.
O nosso modelo político, que é o mesmo de tantos outros países intitulados democráticos, já não atende às aspirações da população, se faz imperiosa uma revolução no modelo político, abandonarmos de vez o dito modelo democrático proposto a milênios pelos gregos e que não era senão uma forma de iludir a massa quanto a participação na condução das cidades.
BASTA DE ILUSÃO!!!
Os gregos eram pessoas bem inteligentes, mas nós também somos, precisamos apenas nos debruçar sobre o tema insistentemente que chegaremos a um modelo muito mais participativo.
Se vc está disposta a mudar não somente o Brasil como também o mundo, sugiro a vc que aproveite esse momento nacional e envolva intelectuais e não intelectuais nesse projeto histórico, inclua alunos e professores universitários tanto do Brasil como de outros países do mundo. Vale lembrar que os gregos levaram décadas para chegar ao dito modelo democrático, e séculos nas adequações. Nós podemos chegar a um modelo muito superior em bem menos tempo, ACREDITE!!!
Paulo Alvarenga.


15/08/13 - Raimundo Martins
Concordo em votar nulo tanto para deputado estadual, federal, senador e presidente da republica, assim como para prefeito, vereador, governador e deputados estaduais. Porque se a maioria mais um votar como estou dizendo, as eleições ficam anuladas e nenhum dos candidatos pode se candidatar.


14/08/13 - Junior Pacheco
PARECE PIADA MAS NÃO É ESTE É O BRASIL
Se você for com seus filhos, noras, genros e netos almoçar fora no domingo e tomar 1 ou 2 chopps, ou 1 ou 2 copos de cerveja no almoço e for parado numa blitz, você paga uma multa de R$ 1.960,00, tem a carteira cassada por um ano, o carro apreendido e vai preso.
Se você comer 1, 2 ou 3 bombons, tomar remédio para a tosse ou tomar homeopatia e for parado numa blitz, você paga uma multa de R$ 1.960,00, tem a carteira cassada por um ano, o carro apreendido e vai preso. No entanto, se você se drogar, se fumar maconha, cheirar cocaína ou fumar crack, ficar doidão e for parado numa blitz, nada vai acontecer. Se você roubar,assaltar, estuprar, atropelar ou matar alguém, com um bom advogado, o máximo que vai acontecer é você esperar o julgamento em liberdade ou se for condenado ir para o regime semi-aberto.
Já se você roubar milhões de reais do povo ou dos cofres públicos, várias coisas podem acontecer: vai passar 15 dias num resort na Bahia em companhia da amante; vai ser empossado deputado federal; vai ser eleito presidente do Senado; vai se eleger deputado ou senador; vai ser nomeado ministro ou para um alto cargo no Governo; ou até mesmo ser eleito presidente da República.
Ah! Um detalhe. Se você tiver menos de 18 anos completos, aí você pode roubar, assaltar, estuprar, até matar, que não tem problema, você não pode ser preso porque é menor. Só não pode comer bombom, tomar xarope prá tosse ou tomar homeopatia, porque aí, se você for parado numa blitz você vai preso.
Parece piada, mas não é.
Este é o Brasil, o país da Corrupção, da Impunidade e da Incoerência.
E viva os nossos deputados, os nossos senadores e os nossos governantes e principalmente o povo capacho que aceita tudo calado, não se revolta e ainda vota neles.


14/08/13 - Sergio Braga
A opção de não votar em nenhum político profissional é muito boa, mas não vai alcançar os resultados esperados, pois certamente irão surgir outros dessa mesma categoria. A verdadeira mudança, ou seja, a que proporcionará melhores resultados, seria a proibição de reeleição no mesmo cargo em todos os níveis. Assim, os políticos estariam mais empenhados em trabalhar e menos preocupados com a "compra de votos da próxima eleição".


09/07/13 - Raimundo Montes
Tenho certeza há muito de que o Brasil precisa mudar e também tenho certeza de que somente com a educação do povo este País poderá mudar para melhor, pois o problema é político e isso não é fácil mudar, somente muda com a consciência do povo. Esses protestos é um bom começo, mas não é suficiente. Os corruptos não perdem uma oportunidade, onde está o poder eles estão ao lado e essa situação não muda fácil. Haja vista os Presidentes do Senado e da Câmara, além da PR se posicionando a favor das manifestações. São verdadeiros atores e caras de pau. Creio que as mudanças precisam avançar, infelizmente não vislumbro uma mudança a curto prazo pelos motivos que já falei. Um grande abraço e força!!!


27/05/13 - Omar Oliveira
Acompanho os artigos do e-mail, acredito que os artigos postados representam um importante segmento da elite brasileira e que a divulgação é importante para reacender o debate sobre uma outra sociedade diferente e marcantemente contrária ao status quo que rege a economia mundial.


14/06/13 - Celso Nonato
Atendendo sua enquete, deixei registrado meu voto. O tema da saúde, há muito foi relegado a não prioritário, os quatro artigos que postaste, li e não vi novidades. Bom, o importante e levantar o tema (problema) com enfase, focado, no modelo atual, que sem dúvida, entrou em colapso. Sugiro primeiro conscientizar politicamente a população, veja por exemplo, os donos de partido, não largam o osso e qualquer brasileiro que tentar conquistar um cargo eletivo, seguramente será amassado ou levado a concordar com muitos tramites não muito religiosos. Sugiro também, fomentar a criação de cinco polos de saúde, um em cada região, para desafogar o sistema já existente. Mais vagas nas universidade para formação de profissionais da área de saúde. Boa campanha, a saúde do Brasil agradece.


12/07/13 - Francap
Concordo plenamente com manifestações populares, pois é pleno exercício da democracia... Porém, tenho observado que os questionamentos nestas manifestações são vazios, sem argumentações bem fundamentadas e as reivindicações não abrangem a essência do problema..., por exemplo, "fim da corrupção", não seria melhor já sugerir medidas para tal...ou principalmente, exigir a punição imediata daqueles que já estão condenados... São tantos, que estão livres e impunes... Não podemos aceitar que apenas 01 deputado pague por todos, não é !?
Com relação à saúde, aceitar a contratação de novos médicos, não vai resolver o problema, não dá 01 por município para acrescentar.... É inconcebível, aceitar a cobrança de consultas particulares novalor de R$ 300, 400, 500... Por que outros profissionais estão presos a salários miseráveis garantidos por lei e sindicatos e para médicos, a remuneração da categoria é totalmente liberada e enquanto assim for, não haverá interesse de atendimento ao povo... É justo aceitar que somente os residentes(novatos, então) sejam obrigados a atender pelo SUS ?? Por que a experiência deve distanciar o profissional do povo?
Como aceitar que as reinvindicações e manifestações de greve (de profissionais que conhecem profundamente a sua realidade) sejam condenadas pela sociedade e pelo governo, enquanto o povo sai pelas ruas movidos pela mídia?
É um processo complicado, e precisa de uma melhor articulação para estas manifestações... Ressalto novamente ser favorável, mas penso que o povo não está preparado e conscientizado do que PEDIR... é preciso de CONSCIENTIZAÇÃO .... Aceitar R$ 0,05 e 0,10 de redução da passagem para resolver o problema de transporte público? Parabéns pela iniciativa, ok !


11/07/2013 - Marcel
Boa iniciativa. Vou estudar a proposta no Focabrasil...
Mais uma vez estamos diante de desonestos, fazendo propostas de enrolação.
Creio que se houvesse de fato vontade de fazer uma boa reforma política, o governo deveria chamar as entidades representativas do povo: ONGs, sindicatos, associações, OAB, etc. etc. e até os carcomidos partidos políticos; deveria também abrir um canal para a participação popular direta na internet. Seriam então formuladas as diretrizes básicas da proposta, cujo detalhamento caberia aos nossos "confiáveis" representantes no congresso, claro, sob vigilância implacável dos interessados.
A meu ver, a reforma política precisa aumentar o poder do povo, facilitar o acesso à informação e à participação nas decisões. Estamos na era da internet, uma ferramenta muito poderosa, que pode propiciar a participação direta do cidadão na administração e na política do país. Por falar na internet, é preciso formular leis que dêem garantias de que ela se torne cada vez mais um ambiente de democracia e liberdade. Ninguém duvida de que os ratões gostariam de mantera internet sob controle.
Boas idéias estão circulando, como por exemplo: permitir uma certa quantidade de candidaturas livres da obrigação de vínculo a um partido político; a revogação popular de mandatos; o registro obrigatório em cartório das idéias, propostas e promessas dos políticos; a redução do mandato de senadores (por que OITO anos?); a criação de um canal de rádio e um canal de TV administrados por um conselho formado por representantes de entidades democráticas populares (o governo já tem a rede Globo, todas as outras emissoras e seu próprio canal)estes seriam canais do povo para o povo; restringir ao máximo a influência do dinheiro nas campanhas dos candidatos; pois bem, tais idéias, precisam ser discutidas e não ficarem só no blá-blá-blá; precisam ser levadas a sério e aprovadas, se for para o bem coletivo. Não vemos nossa sociedade melhorar porque nossos "representantes" não cuidam adequadamente dos nossos interesses, estão muito mais preocupados em se perpetuar no poder e usufruir eternamente de privilégios.
Depois de todos esses anos no governo, a turma do Pode Tudo vai entregar o Brasil pior do que o encontrou!
Então, em poucas palavras, um caminho construtivo para o país, poderia ser: mais liberdade para quem vive honestamente e paga impostos; mais jaula para corrupto e bandido; tolerância zero com a corrupção e com a violência; mais paz; mais solidariedade; produzir mais e consumir menos.
O momento é bom e se o povo colocar pressão, conseguirá conquistas importantes para melhorar a nossa pátria, esteja ela de chuteiras ou não.


10/07/2013 - Caetano
Acho que deveria acabar as eleições e fazer concurso para vereador, prefeito, governador e, etc. com validade para o primeiro mandato, (de quatro anos) se sua aceitação popular tivesse acima de 50% então continuaria por mais um mandato, assim não haveria desperdício de dinheiro publico, compra de votos, votos de cabresto e uma série de coisa.


10/07/2013 - Everton Frazão
Agradeço a sua declaração errônea, mas para sua informação essas coisa que a mídia e você com seus pares estão transmitindo nada mais que uma tentativa frustrada de derrubar as conquistas do governo federal atual, dentre elas: redução de impostos (IPI DE LINHA BRANCA, AUTOMÓVEIS), redução da energia elétrica, acesso das famílias com renda baixa em transporte aéreo, inclusão de mais de 30 milhões de pessoas que viviam na linha da miséria para a media e alta renda, acesso ao crédito imobiliária, automóvel, entre muitos outras. Se você não estiver satisfeito posso enumerar muitas outras.
A autonomia da Polícia Federal para investigar juntamente com o MP, IRREGULARIDADES COMETIDAS por autoridades, coisa que no governo passado não acontecia, e prisão de alguns deles.
A tentativa incessante do governo atual desde de quando assumiu, em fazer a reforma política o que é barrada pela OPOSIÇÃO.
Te pergunto, porque vocês não falam dos prefeitos, governadores, deputados estaduais, deputados federais, senadores e vereadores? Esses sim que são os principais responsáveis por este caos.
Meu caro, não perca seu tempo enviando tais informações, mais uma vez repito, errôneas, reveja seus conceitos, ou você é de grupo político? PSDB, PPS, DEM ...?


01/11/2012 – Celso Nonato - Matéria Votos à Venda

Lametavelmente esta e outras práticas vem acontecendo ao longo de nossa história.
A cultura do brasileiro ainda não evoluiu o suficiente para entender que com a continuação dessas práticas, o país perde e é prejudicado como um todo.
Minha sugestão é esclarecimento do valor do voto numa democracia. Denunciar e denunciar é a palavra de ordem, principalmente os partidos com aqueles carapalidas se achando dono da cocada preta.


19/01/2012 – Valadão

Foi muito bom ter lido "Amapá, um Estado roubado e discriminado". Você pelo menos uma palavra de indignaçao. Fui do mov estudantil, presidente de duas entidades importantes na epoca, mas vejo que o que foi sofrimento para derrotar a porca ditadura que tinhamos, ñ foi maior que o de ver hoje tantos desmandos.


16/01/2012 – Maria do Socorro

Adorei a matéria (www.focabrasil.com.br/apoliticos.html) que fala sobre os absurdos ocorridos no meu estado chamado "Amapá". Em tupi guaraní significa (lugar da chuva) que no meu ponto de vista eu daría um outro... "reino da corrupção". Sou Amapaense nato e conheço a realidade de meu estado, onde absurdos continuam acontecendo. Agora com um tal de "governo paralelo"...rsrsr...bom...pelo menos conservemos nosso senso de humor, pois a única verdade é que o povo amapaense sofre de uma doença hereditária chamada amnésia e que elege como se não bastasse um, três pessoas de uma mesma família para imperarem a ditadura no estado.


Oswaldo Colombo Filho

Diante da reação corporativista, de primária e insustentável rebeldia de setores da Justiça contra as palavras da Corregedora Angela Calmon, em apêndice ao posicionamento do Ministro Cezar Peluso; elevaram-se vozes em vários segmentos da sociedade, e sem modulação de tom não só em apreço ao posicionamento da Corregedora, mas ainda em demonstrar a mais completa indignação, desilusão por nossos Tribunais com as Excelências togadas. Não é para menos, o desvario que se presencia na vida pública nada mais é do que a corrupção institucionalizada pela falta de justiça.


No Brasil, a política foi substituída pela corrupção institucionalizada. A contrafação na administração pública agora é organizada e até partidarizada. A pior das formas de corrupção é aquela que se presta aquiescência às demais que proporcionam qualquer dano à nação, até mesmo quando o erário público é dilapidado. Isto nada mais é do que a prática da injustiça qualificada pela toga que a sociedade ora se insurge.


O Ministro Gilmar Mendes, durante o processo da Ficha Limpa declarou:- “que às vezes a sociedade deve ser protegida dela própria” (pelo STF). E quem nos protege das Cortes e suas sentenças viciadas, lambuzadas pela politicalha, trabalhadas em seus estertores pelo favorecimento às oligarquias? Não temos verdugos a nossos préstimos; ou do affaire com o clã Sarney, quem está certa a Justiça nitidamente apadrinhada ou meses de investigação da Polícia Federal? Que exemplo deu-se a sociedade? - Uma justiça arbitrada e vergonhosamente serva do coronelismo.


A garbosidade de caráter demonstrada pelo expresso corporativismo, deveria a bem da própria instituição – JUSTIÇA, ser substituída pela autocrítica e pela humildade; isto representaria muito mais apreço ao que emana do povo. Humildade é disso que estes senhores togados necessitam em substituição à galhardia rota de títulos sem glória alguma. A glória vem do que se presta a outrem; o que prestam, em geral não tem atendido sequer mínimos padrões de moralidade à nação e que deveriam proteger.


Se houverem problemas, resolvam; se em suas hostes houver quem não mereça ali continuar, expulse-os com ira exemplar, pois ao povo, em seu direto sagrado cabe justiça. Isto não é um prenuncio nem opinião desqualificada, é a visão de milhões que não creem mais nos tribunais deste país pela injustiça a que nos predispõe.


Afinal de que fileiras saíram Medina e Lalau? Este último dirigia a Comissão de Obras do imponente Fórum Trabalhista de S.Paulo, e isto mesmo depois de regiamente aposentado. Era “um trabalho voluntário” e que “ninguém desconfiava”, certamente com o beneplácito silencioso de centenas de servidores muitíssimos bem remunerados pelos cidadãos que carecem do funcionamento isento das Cortes.


Dispensável é elencar outros casos, porém nada passa sem lembrarmo-nos do mensalão. Mister citar ainda quando completa-se um ano que o Ministro do STF Antonio Toffoli pediu vistas para obstar o andamento do processo relativo ao expurgos dos planos econômicos e as perdas decorrentes nas cadernetas de poupanças. Milhões de pessoas aguardam a manifestação do STF – presidido pelo Ministro Peluso. Toffoli, um Ministro tardinheiro, que foi assessor de José Dirceu na Casa Civil, tem nesse episódio uma marca indelével. Quando de sua passagem pela Advocacia Geral da União, manifestou-se a favor dos Bancos, e contrário aos poupadores - motivo este mais que suficiente para declarar-se impedido de ora manifestar-se no Supremo. Ele o fez? Não! O Ministro Peluso presidente da Corte interviu? Não? Estão fazendo justiça a quem? Portanto a Corregedora Eliana Calmon disse o mínimo, e o que disse está correto, provavelmente apenas errou na grandeza, pois se quisesse falaria muito mais. Que as vulgares teses corporativistas tenham ouvidos para ouvir e olhos para ver e semeiem a verdade em torno de si e de seus atos e palavras se desejarem praticar justiça e não a hipocrisia dos falsos pregadores de uma honestidade impoluta que nem ilude mais a incautos.


Movimento Brasil Dignidade
http://movimentobrasildignidade.blogspot.com/2011/10/justica-sectaria.html


07/10/11 - Neider Jatobá

Globalizando, tudo de bom torna-se Brasil, como tudo ruidoso ou maléfico chega rápido às telas. Mas, o país é maior do que tudo isso, e tem tanta capacidade de suportar a liberdade dos centenas de Representantes Congressuais, que apesar de tudo pode ser visto como país do futuro. A corrupção já registrada por Rui Barbosa no império, grassa pormeandros institucionais, mas não retira o poder do Bem, entre os cidadãos que amam este país, e sempre dão o melhor de si para serem úteis nos seus relacionamentos. Já chegamos a fazer espaço na Lei Ficha Limpa, e outros espaços sejam conquistados de forma que até o modelo Frances de independênciados poderes, tenha uma versão brasileira com participação popular. Então vamos à Constituinte! Sem ela nenhuma reforma persistirá. Chega de remendos à Carta Magna.


07/10/11 - Ernesto Silva

Ao ler o manancial de indignação popular manifestado sobre o artigo de O GLOBO DE 27/09/2011 em meu email pessoal, fico me perguntando. Porque NO JORNAL O GLOBO tal indignação agora?...A corrupção nos três poderes no Brasil é efeito de uma causa profunda enraizada na história do BRASIL e eu nunca vi um artigo profundo escrito pelas chamadas IMPRENSAS SADIAS como é o caso do grupo GLOBO a respeito das verdadeiras causas da corrupção que assola o Brasil. O ARTIGO É BOM, MAS TENHO AS MINHAS RESERVAS AO VEÍCULO DA INFORMAÇÃO.
No meu entender, o melhor artigo saído no paiol dos indignados é o do professor Dalmo Dalari, com o qual me identifico Não basta só a indignação dos ingênuos em dizer as costas para os políticos corruptos.....etc....É preciso ter coragem e descer do pedestal da acomodação burguesa em que muitos indignados se encontram para fazer o trabalho do despertar da consciência política no povo, que é o único capaz de mudar o caos institucional instalados nos três poderes do Brasil e eu duvido que muito dos indignados do momento queiram isso. Desafio os indignados do momento estudarem a Reforma Política e Administrativa travada no Congresso, em que muitos indignados se quer leram a respeito e fazem coro ao eco dos políticos corruptos e corruptores contrários... A Reforma do judiciário empacada a mais de 20 anos no Congresso de que ninguém ousa falar. A reforma tributária da mesma forma empacada no congresso por contrariar interesses dos corruptores. etc...etc...etc...É importante frisar, que muitos indignados de hoje com a corrupção, eram os conformados de ontem quando lhes era conveniente. É preciso deixar de ser político de momento e participar das mudanças que agente quer para o país faça e não só criticar dizendo que está tudo errado, por que lhe é conveniente o momento, como certos críticos de momento que não descem nem dos seus automóveis para participarem das reuniões do condomínio onde moram, mas só se arvoram em falar mal do governo sem conhecimento de causa, porque o momento lhes é conveniente.
É A MINHA OPINIÃO!...


04/10/11 - Raphael Neto

Parabéns pelo artigo sobre o Supremo Tribunal. A nossa mais pura realidade brasileira e digo mais, não só ministros, são ou pensam ser IMPERADORES ou mesmo DEUSES do Olímpio cujos BRASILEIROS seres humanos inferiores são pura DIVERSÃO.


15/09/11 - Francisco Santos

Além de colocar os corruptos na cadeia, acabando com a impunidade, a deflagração de um movimento em massa exigindo a expulsão de corruptos dos Quadros do Executivo, Legislativo e Judiciário, se faz necessária.


15/09/11 - José Filho

O governo brasileiro tem a obrigação de combater a corrupção e, jamais, de forma alguma implantar a CPMF.


09/09/11 - Lidia Mayer

O que vivenciamos hoje no Brasil é terrivelmente revoltante. A corrupção parece tomar conta de quase tudo. Realmente é hora do Brasil mudar, mas isso somente ocorrerá com a mudança do pensamento de muitos brasileiros, os quais, infelizmente, continuam votando naqueles que volta e meia estão envolvidos com alguma sujeira. Está na hora do povo acordar e mostrar isto nas urnas nas próximas eleições, tanto municipais, quanto estaduais e federais. Esta é forma mais correta de dizer não à corrupção.


09/09/11 - José Herbert

O grande problema é que as pessoas não se dão conta de que a corrupção não tem escala, e se iniciam na corrupção no instante em que utilizam o computador da empresa em proveito próprio, levam, da repartição, uma folha de papel para o filho fazer um rabisco, um clipes, etc...
Acha-se que é normal ou explicável roubar uma lata de leite, um botijão de gás, um frango...
Se as pessoas fizerem uma análise, reflexão do dia a dia, talvez caiam em contradição.
Será que somos realmente honesto, nunca tentamos ou enganamos alguém. Lembrei, 30 anos atrás, quando não era mais estudante, dei ao cobrador do coletivo um passe estudantil!


Rosilene dos Santos

Adorei a matéria "Os candidatos e a degradação da política". Retrata bem os tempos sombrios que vivemos, e de tão nebulosos, não vejo um resquício de limpidez no horizonte...isso é muito triste, sobretudo para mim, que já fui militante, sonhadora, e hoje estou estarrecida, desanimada e desacreditada com tanta falta de vergonha. Mas uma coisa é certa: "cada povo tem o governo que merece". Se a maioria não tem vergonha, elege os "sem vergonha" e isso para quem o faz, parece ser muito natural. Infelizmente. Não sei sinceramente o que nos reserva o futuro, mas espero que não tenhamos dias tão mais sombrios que os vividos hoje no meio político, que faz da saúde pública uma escória, que trata a educação como nada, que usa a coisa pública para os interesses particulares, e a maioria das pessoas que veem, não lutam contra, ao contrário, procuram logo um meio de fazer parte do "esquema", não é atoa que esses candidatos estão aí, espalhados por todo o Brasil.


07/06/10 - João Carlos

J.F, explorar temas corajosos cuja participação coletiva abre horizontes para a humanidade é o mínimo que se poder fazer no meio político, neste nosso pobre País. Parabéns pela forma desta criação.


Manoel Freitas

Acho que o caso Arruda mais um mensalão. O poder parece fascinar, os políticos deste país e todos os meios parece justificar os fins. Conquistar ou permanecer nele. Um nojo.


Ignácio

Na minha opinião, os deputados distritais devem sim atuarem na nova sede do Legislativo. Porque não? O Lula e os 40 indiciados (que serão absolvidos) não fizeram pior e, não estão até hoje no governo? Os quarenta, incluindo Zé Dirceu, Genuíno, Palloci e outros, não estão rindo da cara de todos nós? Difícil de acreditar, mas, quem vai para a cadeia fazer companhia ao Arruda? o caseiro Francenildo. Podem apostar! Quem viver verá.


29/03/10 - Jorge Furtado

A matéria publicada no nosso site: http://www.focabrasil.com.br/politica-materias.html mostra claramente que a construção da Câmara Distrital também faz parte do quadro atual dos nossos políticos em Brasília, sob a batuta de Arruda e Paulo Otávio.
Respondendo a Enquete da semana do nosso site você pode dizer se deixa tudo como está ou o melhor é renovarmos nossos representantes para que estes com nova postura assumam o prédio novo da Câmara Distrital.
Podemos fazer duas assepsias de uma vez só: renovação dos políticos nas eleições de 2010 e não deixar a nova sede ser contaminada de imediato.
Se não for possível repassar para criação do museu da cidadania, uma escola de ética e estudos culturais, pelo menos não vamos infestá-la com a sujeira da atual legislatura.


João Esteves

Precisamos no Brasil realmente de punir os corruptos, alcançar os corruptores, principalmente tornando indisponíveis seus bens patrimoniais ilícitos, de maneira a combalir o seu poderio econômico de defesa perante a justiça, infelizmente morosa!!!


Lopes

Claro que se tem de expurgar da vida pública os corruptos, mas, intervir numa unidade federada, apesar da previsão legal, uma ofensa ao princípio federativo. O povo tem de saber escolher seus representantes. Puna-os com seus votos e justiça neles.


Messias

Caro Colega, bom dia!
Esse país precisa ser passado a limpo e esse é o melhor momento. O fato Arruda é a cara desse País é precisa de resposta a altura do fato atropelador da sociedade brasileira.


Adria

A impunidade precisa acabar! Esta frase já virou frase de pára-choque de caminhão no Brasil, mas nunca demais repetir. Quando será que poderemos usufruir dos impostos que pagamos? Nosso suado dinheiro vai parar nas mãos da minoria que governa o País.


01/03/10 - Jorge Furtado

Depois do que temos assistido há décadas, o que podemos esperar dos nossos políticos?
Com o desfecho do mensalão do DEM a única coisa que vai acontecer é cautela na forma de roubar se os figurantes são os mesmos.

Então nós temos dois caminhos: renovar o quadro político na sua totalidade, independente de alguns possíveis éticos ou criar um partido novo que possa congregar nova proposta política.

Todos que estão aí fazem parte ou convivem pacificamente com o Sistema podre criado pelos políticos atuais.

Os homens de bem e honestos tem que se posicionar e sair da toca para não dar mais oportunidade aos corruptos de carteirinhas que estão nos mensalões dos partidos políticos.

© 2013 FOCABRASIL - Todos os direitos reservados | Política de Privacidade | Termos de uso